sexta-feira, 24 de abril de 2015

Guia do Pescador e Caçador para 1966



Na postagem Uma palavra sobre as carências e libertações mostrei que os exemplos do passado nos são de grande importância para o desenvolvimento da masculinidade. Um dos principais motivos para isso é que muito mais se falava sobre aquilo que importa para um homem. Hoje, falar de caçadas ou pesca só com muitas voltas eufemizantes; sobrevivencialismo é coisa de milico; fumar ou beber é imoral; vestir-se bem é seguir modas padronizadas e falar diretamente de masculinidade, só em pequenos blogs espalhados.

Antigamente, em contraste, abordar esses e outros temas masculinos era coisa comum. Muitos veículos se dirigiam aos homens considerando suas profissões, hobbies, preocupações e seu lazer (hoje, só o lazer, o egoísmo e o prazer continuam sendo abordados como "masculinos"). Essas revistas, manuais, panfletos, propagandas e outros meios são uma ótima referência para nós e nos dão idéia do que é possível realizarmos. Se queremos crescer em masculinidade, podemos e devemos escutar quem se preocupa com isso, independente do tempo. 

Gostaria de abordar alguns desses meios de outros tempos, explorando ao máximo o que podem nos oferecer. Para começar isso, uma boa opção é o livretinho que me foi uma das inspirações para esse blog: O Guia do Pescador e Caçador para 1966. Repare que até um fragmento da cena da capa é parte deste blog.




Esse guia foi feito pela loja Az de Espadas (que ainda existe e continua excelente) e saía anualmente com as recomendações e informações importantes, referentes àquele ano, para os caçadores e pescadores. Essas informações eram tanto gerais - curiosidades, listas, dicas - quanto específicas, como o calendário do ano, as leis e restrições dos órgãos responsáveis, as marés, etc. Além destes dados, o guia trazia charges, propagandas da loja e propagandas de produtos para caça e pesca. Isso tudo com uma linguagem que nos causa estranhamento e curiosidade. 



Contracapa e sumário



Dados e segunda contracapa


O Editorial. São interessantes as explicações dadas nesse texto.

GPC66

Para abordar melhor essa preciosa amostra da concepção antiga de masculinidade, uma só  postagem não é o suficiente. Por isso, novas postagens sobre o guia serão feitas, focando em diferentes pontos, incluindo comentários. 

Para indicar que a postagem trata do manual os títulos dessa série se iniciam com [GPC66]. Fique atento se quer ler mais desse pequeno e antigo guia.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem vindo!